Doses de Clarice Lispector

De 1959 a 1961, Clarice Lispector assinou, sob o pseudônimo de Helen Palmer, uma coluna feminina para o jornal Correio da Manhã, do Rio de Janeiro. Nada muito filosófico, ela falava sobre fatos da vida, como a moda, beleza, e outros temas do estilo de vida da mulher moderna para a época. Anos depois esses textos foram reencontrados e, num acerto, a equipe do Fantástico os deu vida na interpretação de várias artistas.

São toques como: “O grande perigo é achar que a moda é como a lei, que você deve obedecer.”, “Andem na moda, claro! Adotem penteados, pinturas, adereços modernos! Mas modernizem, antes de qualquer coisa, a sua mentalidade!”, e “Raciocinem, estudem a si próprias, em detalhes, lembrem-se de o que fica bem a uma Elizabeth Taylor, miúda e frágil, ficaria ridículo em Sophia Loren. No entanto, ambas são lindíssimas.”

Clarice, musa das meninas no Facebook, que proliferam suas frases e lhe conferem a autoria de outras nunca escritas por ela, ganhou algo à altura de seu talento no programa dominical. O quadro é interessante e prende a atenção. Além de que, se pararmos para refletir, esses “problemas” de décadas passadas, essas “frescuras”, continuam as mesmas, né?

Não consigo compartilhar aqui os vídeos. Então, pra conferir, clique nesse link e veja todos os episódios que já foram ao ar. É muito interessante.

Beijos!

Clarice Lispector

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s