Foco nos jovens

Versus abreNunca o jovem esteve com tanto poder aquisitivo. Comprar é fácil com cartões de créditos e crediários. Portanto, nunca as marcas olharam tanto para eles quanto fazem agora.

Algumas maisons renomadas e clássicas se repaginam para atrair esse público. Foi o caso da Givenchy com a it t-shirt com estampa de rottweiler. Imagino que seja a mesma ideia da Saint Laurent Paris com a polêmica coleção grunge.

O que houve? Com toda essa facilidade de compra e o surgimento de múltiplas coleções atraentes de redes de fast fashion, essas marcas perderam muita força. Se antes uma mãe se vestia de uma maneira, a filha seguia o mesmo caminho, usando as mesmas marcas e o mesmo design de roupas. Mas o hi-low derrubou isso. Trouxe consigo uma democracia fashion, onde misturar não é crime. A saia Lanvin poderia ser usada com a t-shirt Topshop e o blazer H&M.

Obviamente, as vendas das maisons baixaram. Obviamente, a intenção do comércio é vender. Obviamente, elas precisaram se reinventar.

versusversace_newcollection1A saída da ditadura da moda pelos bureaux de estilo, que deram espaço ao street style fez essas marcas verem as tendências de outra maneira. Se conscientizaram de que não são elas que ditam para essa geração, mas sim o contrário.

Um dos casos claros disso ocorreu essa semana, com o re-lançamento da Versus, segunda marca da Versace. Criada nos anos 90 por Giane Versace, foi a primeira experiencia de Donatella Versace na moda. Uma boa casa de aprendizado. Com o tempo – como a maioria das coisas lançadas nos anos 90 – a label perdeu força (e venda) e foi fechada.

Com esse novo momento do mercado, foi a hora de trazer a etiqueta de volta à tona. Com Donatella encabeçando e anunciando futuras parcerias (a primeira com Jonathan W Anderson), foi relançada com evento virtual, sem desfile, apenas uma reapresentação.

O site da Versus reflete o mercado de tendências: funcionará como uma espécie de rede social, onde os participantes poderão opinar sobre a marca e mostrar suas referências, servindo como base de pesquisa. Encantador.

versusversace_newcollection8O jovem não está interessado na história da moda. Talvez nem quem estude moda atualmente esteja. Uma grande maison está com o mesmo peso de uma rede de fast fashion. Se apresentam nas mesmas fashion weeks e vestem as mesmas pessoas, da estudante de moda à editora da Vogue. O mercado virou e as marcas precisam se conscientizar disso.

Quem ainda não pensa para os jovens poderá se perder na tempestade que o navio da moda enfrenta. Trazer coleções com as cores da vez, as aplicações do momento e o preço desejado atualmente é tão importante quanto lançar uma tendência que será lembrada daqui a 10 anos.

Beijos,

Douglas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s