SPFW: balanço do dia 1

fotoO Brasil é o único país com duas semanas de moda que causam tanto alvoroço no mercado. Se questiona muito a real necessidade de São Paulo e Rio de Janeiro terem suas fashion weeks, apresentando roupas muito semelhantes. Inicio este texto tocando nesse assunto porque quero ressaltar: o país não tem tanta moda para mostrar. Pelo contrário. Falta.

O primeiro dia de São Paulo Fashion Week pode ser resumido em duas palavras: morno e decepcionante. As grifes (comerciais) mostraram roupas ousadas (em todos os sentidos) e demonstraram que pensaram fora da caixa na hora de planejar suas apresentações. Seja a Animale, mostrando uma coleção mais colorida do que o convencional, a Cori, mostrando uma alfaiataria com inspiração no esporte, a Tufi Duek, com um minimalismo contrastante com seu inverno, e por fim, a Cavalera, que apostou em um flash mob para mostrar sua coleção.

Qual foi o problema, então? Nada de muito novo. As tendências são as mesmas do ano passado. Cores, materiais, efeitos, etc, etc e etc, também. Nada de surpreendente, que nos fizesse suspirar e desejar que as peças chegassem logo às lojas.

Vamos para o segundo dia decepcionados, esperando por aquele “não sei o que”, que nos faça desejar algo de verdade. Moda é estilo de vida? Sim. Mas, pra uma semana de moda existir, precisa unir isso, o trabalho autoral e o consumo.

Fiquem com os comentários do Douglas sobre os desfiles, feitos para o Facebook do caderno Mais Atual.

Animale

desfile-animale-spfw-verao2014-0271Depois de pular a temporada outono/inverno, a Animale retorna às passarelas do São Paulo Fashion Week propondo ousadia. Mistura de estampas e partes do corpo à mostra através de recortes nas peças foram as apostas da grife carioca, que tem a elegância como tradução de seu estilo.
A cartela de cores foi do preto e cinza, aos coloridos, como azul, violeta e vinho. O laranja e o verde apareceram mais discretos, valorizando as estampas que eram ora figurativas, com flores e arabescos, ora listras e xadrez (inclusive misturados).
Destaque para os bordados, que ficavam elegantes misturados com as peças de seda e couro. O brilho ainda apareceu com os metalizados.

Cori

desfile-cori-spfw-verao2014-008Referências esportivas marcaram a coleção de primavera/verão 2013 da grife Cori. A alfaiataria, carro chefe da marca, não ficou de fora e apareceu misturada com modelagens amplas e formas que lembravam roupas de atletas. Destaque para as mini fendas, que apareceram em saias e calças, que remetiam às saias usadas pelas tenistas.
A cartela de cores foi composta, basicamente, por branco e cinza, pontuados com amarelo, vinho e roxo. Para diferenciar as peças, a equipe de estilo apostou na mistura de texturas e recortes recosturados.
Atenção nos looks que misturaram tricô e couro com o tecido plano da alfaiataria.

Tufi Duek

desfile-tufiduek-spfw-verao2014-024A primavera/verão da grife Tufi Duek, terceira a desfilar nesta segunda-feira, propõe uma sensualidade inspirada nos anos 90. Para isso, blusas amplas, saias abaixo do joelho, fendas (desde as mais discretas até as mais ousadas, que chegavam na virilha das modelos), e mega decotes foram usados.
Uma sensualidade velada, com jogos de esconde-revela, a exemplo dos blazeres usados sem nada por baixo, deixando a barriga à mostra. Outra representação foi a transparência nas costas, ponto pouco explorado pelas brasileiras.
A cartela de cores usada se limitava a quatro tons: preto, branco, rosa e azul. A maioria dos looks foram total black, outros total white e, por fim, com misturas de tecidos nessa paleta, que formava listras, uma das poucas estampas da coleção.
Destaque para as aplicações de pedrarias e franjas metalizadas usadas em vestidos. E atenção: os plissados foram substituídos por pregas que, em alguns casos, escondiam bordados de paetês coloridos.

Cavalera

549811_592462660782119_333454470_nA Cavalera encerrou a primeira noite de SPFW com um desfile que gerou polêmica. Enquanto alguns amaram e chamaram de “catarse”, outros odiaram e desconsideraram a apresentação. Ao som de hits dos anos 70, com animação de Tony Tornado, a marca mostrou que moda vai além de roupas e abrange o estilo de vida das pessoas.
Dançando, os modelos mostraram uma moda descontraída e despretensiosa, inspirada na década de 70. Os primeiros looks eram feitos de patchwork de jeans, que evoluiu para outros tecidos, com cores e estampas diferentes.
Para as mulheres, muita barriga de fora, saias longas, shorts curtíssimos e saias longas. Para os homens, calças coloridas ou estampadas eram misturadas com camisetas de estampas descontraídas.
O destaque vai para os conjuntos com listras em preto e branco.

P.S: não ficaremos subindo todas as fotos, porque existem sites bem mais modernos para vocês verem os desfiles completos. Hehe…

Beijos!

Gabriela

Um comentário sobre “SPFW: balanço do dia 1

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s