“Girls” is back – by Camila Brasil

Girls second seasonSou aficcionada por séries. Muitas assisto despretensiosamente, apenas para passar o tempo, já de outras, sou fã assumida, daquelas que gravam o episódio quando não pode assistir. Uma das minhas favoritas atualmente é “Girls”, exibida no Brasil pela HBO.

Para quem ainda não sabe, a série é quase um anti-Sex and the City. Escrita e protagonizada por Lena Dunham, que interpreta a confusa Hannah, a série mostra a vida de quatro mulheres na base dos 30 anos, que vivem em confusões pessoais e profissionais.

Hannah não consegue seguir a carreira de escritora, deixa de receber ajuda financeira dos pais e tem um relacionamento instável com Adam (Adam Driver). A personagem divide o apartamento com Marnie (Allison Williams), que não sabe se ama ou abomina seu namoro morno com Charlie (Christopher Abbott). Enquanto isso, Jessa (Jemima Kirke), é a amiga “porra louca”, que vive viajando pelo mundo, trabalha como babá, se relaciona com o chefe e acaba a primeira temporada da série num casamento surpresa para os convidados. Já Shoshanna (Zosia Mamet), que era uma personagem que deveria durar apenas um episódio, mas vingou), vive o dilema sobre perder a virgindade e ser “desvalorizada no mercado”.

De maneira engraçada e as vezes até irritante, o quarteto mostra a realidade vivida pelas gerações X e Y, que vive enrolada e em dúvidas do que fazer da vida. O destaque vai também para a trilha sonora. Moderna e bem pensada, se encaixa perfeitamente com o tema de cada episódio.

Na segunda temporada, que estreia hoje, às 22 horas, na HBO (com apenas uma semana de diferença nos EUA. Fato a ser comemorado por nós), o quarteto tenta continuar se adaptando à vida. Hannah e Adam estão separados e ele vai atrás dela, ao contrário do que ocorria na primeira temporada. Marnie precisa dar um jeito em sua vida, pois está sem emprego e namorado. Jessa vive em um casamento diferente, onde o casal não tem casa, vive viajando e sendo livre. Já Shoshana, que perdeu a virgindade, acredita que precisa arrumar um relacionamento e tenta pôr na cabeça que não ser mais virgem não a afetará.

A série vale super a pena. Quem não assistiu a primeira temporada, dê um jeito. Ela ganhou o prêmio de melhor série de drama no Golden Globe Awards. Mais do que merecido, pois é o programa do momento nos EUA. A dica que dou sempre aos meus amigos: assistam antes que chegue à TV aberta, com uma dublagem bizarra.

Confira os trailers e não perca: hoje, às 22 horas, na HBO.

Não percam. Qualidade garantida!

Beijos,

Mila

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s