Restaurante Tarquino (Argentina) – by Gabriela de Oliveira

O tempo que vivi em Buenos Aires (dois anos), serviram para eu viver em uma eterna guerra contra a balança. Quem conhece a cidade, sabe a gastronomia rica que a cidade tem. Vai dizer que nunca ouviu falar nas carnes, que se desmancham na sua boca, e são super suculentas? E no doce de leite, que, perdão pela brincadeira besta, é um deleite? Vivia me policiando para não voltar aos 100 quilos que eu tinha há uns nove anos.

Agora, vivendo em Porto Alegre, a guerra continua feia, mas não pela riqueza gastronômica, e sim pela idade, que está pegando pesado e me fazendo engordar até quando como alface. Agora, quando eu volto para mi Buenos Aires querida, me dou ao direito de comer, comer e comer. Vou aos melhores restaurantes que fui durante o tempo em que morei lá, e me dou ao luxo de conhecer novos.

Esse fim de semana, durante uma ída, fui ao Tarquino, indicação de uma amiga que vive em Buenos Aires. O ambiente é super agradável. O restaurante fica dentro do hotel Hub Porteño, que dizem ser uma das promessas da indústria hoteleira argentina. Cheguei cedo, por volta das 11h 30min, e o salão estava quase vazio. Foi ótimo, porque pude conhecer o cheff responsável pelo cardápio.

Dante Liporace tem passagem, entre outros grandes nomes, pelo espanhol El Bulli, onde desenvolveu um apreço por técnicas modernas de preparo e apresentação de pratos. No Tarquino, ele apresenta a nova gastronomia argentina, com versões de pratos como o puchero que, segundo ele, é difícil de se encontrar em restaurantes hoje em dia. Não tinha ideia do que era esse prato, e ele me explicou que é um prato típico da Argentina e Uruguai. É uma espécie de cozido, preparado com frango, rabada, pancetta, abóbora, alho-poró, milho e tutano.

Não, eu não provei o puchero, mas experimentei uma versão desconstruída de uma pizza de provolone (ma-ra-vi-lho-sa), e uma entraña, um corte especial de costela, que estava suculenta até dizer chega.

O preço é meio salgado. Pra provar o menu degustação, custa 400 pesos, ou 450, com harmonização de vinhos. Quer ir? O hotel Hub Porteño fica na Rodriguez Peña, 1967. Mais infos no hubporteno.com.

Para quem tiver a oportunidade de visitar, eu indico!

Beijos,

Gabriela

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s