Comprando bem para não comprar sempre!

Esse post é quase uma confissão. Todos os dias falamos de tendências, novas manias da moda, o que está em alta ou em baixa. Mas não pense que seguimos tudo. Uma que, nem tudo o que está em alta combina com o nosso estilo. E outra: pra viver dentro das tendências, a pessoa precisa ter muita grana.

Mas nem sempre isso foi assim. Ao menos na minha cabeça. Há um ano atrás, quando eu estava em outro emprego, com outro salário e outro ambiente de trabalho, eu era um viciado em compras assumido. Todas as semanas eu comprava alguma coisa. Isso quando não eram mais de uma.

Tudo começou a mudar quando eu fui demitido. Desesperado, com uma mão na frente e a outra atrás, tive que arrumar uma saída. Logo arrumei outro emprego, mas que não me pagaria tanto quanto o anterior. E as minhas dívidas? Estavam lá, lindas e ricas, me abanando e esperando o momento certo para me pôr no tal do SPC.

Qual a solução que eu encontrei? Me controlar nas compras. Mas não foi um simples: ah, vou deixar de comprar toda semana pra comprar a cada 15 dias. Bem pelo contrário. De lá pra cá, simplesmente deixei de comprar as coisas que eu mais era viciado: roupas. A jornada começou em maio do ano passado. Nesse tempo, em roupas, gastei exatos R$ 189. Me orgulho disso? Sim, pra caramba. Mais do que conseguir sair do buraco, esse período me ensinou que posso comprar com consciência.

O que é comprar com consciência? São aquelas perguntinhas simples que a gente deve se fazer do tipo: eu realmente preciso disso? E preciso disso agora? Eu tenho dinheiro pra pagar isso sem me afundar em dívidas? E o principal, evitar sair de casa com o cartão de crédito e ir em lojas no dia em que estamos down. Pode não parecer, mas essas coisas simplinhas, fazem muita diferença na hora de gastar ou não.

O melhor truque pra mim é o de deixar o cartão em casa. Muitas vezes entro na loja, vejo algo que me interessa e quando percebo que não tenho nem o dinheiro, nem o cartão, digo pra vendedora que vou buscar o cartão em casa e acabo não voltando. Ah, outra coisa, corram dos carnês como o diabo corre da cruz. Eles são o próprio demônio. Pra cair em tentação é fácil. Difícil é bancar depois.

Estou fazendo esse post meio desabafo porque hoje, assistindo à reprise do Globo Repórter de sexta-feira, que tratou justamente disso, ví um exemplo super bacana. A dona Rita passou a vida sendo faxineira. Em casa, ela economizava pra caramba, tanto que há 15 anos ela não come em um restaurante, e hoje ela pôde se dar ao luxo de se aposentar e ter uma baita casa, um carrão e afins.

Não, eu não pretendo me tornar ela. Mas uma dica que ela deu deve servir para todos no momento de comprar roupas. Com tanta tendência nascendo num tempo e morrendo no outro, com essa onda louca de fast fashion, com a baixa qualidade das peças, vale muito mais a pena investir em peças boas, mais caras, mas que, se bem cuidadas, durarão muito mais. É uma forma de a compra ser um investimento e não um gasto.

Daí, rapidinho, desenvolvi uma lista do que uma mulher deve ter no seu armário.

Os ítens que estão listados são básicos e, justamente por isso, fáceis de combinar. Essa é uma dica que sempre dou para minhas clientes. Com uma base bem feita, o resto fica fácil de ser acrescentado. Por exemplo, a calça pode ser usada com pelo menos doze combinações. Sem falar nos acessórios, que são mais baratos e podem mudar a cara do look.

Isso é ter um closet na medida (de suas necessidades e do seu bolso), sem erros e com o menor gasto possível em cada temporada. Ah, sem contar que sempre temos umas peças de temporadas passadas que podem ser recuperadas.

Beijos e abraços,

Douglas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s