A semana de alta-costura de Paris

A crise ainda amedronta alguém? Tanto se fala nela na Europa e ela é tão temida pelo mundo, que se torna presente em nossas vidas. Mesmo em países como o Brasil, que estão atravessando bem essa fase negra, ela reflete de uma forma ou de outra. Agora, imaginem vocês estarem em meio à essa tormenta. Apavorante, não?

Pois é nessa situação que as grifes de alta-costura se encontravam quando apresentaram suas coleções de verão 2012 em Paris. Mas nem isso apagou o brilho (e quanto brilho!!) das apresentações. Talvez não tenhamos tido tantos exageros (mas tivemos Jean Paul Gaultier, com o exagero à lá Amy Winehouse), ou inovações, mas tivemos boas propostas.

Aos mais leigos: não é fácil fazer parte do comitê de alta-costura francesa. É necessário preencher vários requisitos antes disso, como ter todo o trabalho feito á mão, sob medida, num prédio que tenha cinco andares, estrutura para apresentação de desfiles e uma equipe só de artesãs. É tão difícil de entrar pra esse grupo seleto, que só temos um brasileiro, o Gustavo Lins (que teve um desfile super bem criticado nessa temporada).

Embora o habitual seja a alta-costura ditar o que será usado nas ruas, nessa temporada ficou claro que cada vez mais ela se vale do popular (aquela moda que vem debaixo para cima) e rouba elementos do streetwear. Prova disso é o punk, que apareceu chiquérrimo nas passarelas, de maneiras diferentes daquelas que já estamos cansados de vez;

Do que já vimos – e muito – estão os brilhos e bordados, as levezas e transparências, as peles, e as rendas e mais rendas. De novo – e talvez nem tão novo assim -, temos o croco, que toma o lugar do phyton e os looks monocromáticos, que encantaram a muitos durante os desfiles, principalmente os da Chanel.

No meio dessas “tendências” (sim, entre parênteses, porque alta-costura não segue tendências), se viu uma brincadeira para todas, onde tem espaço para o feminino, vindo dos anos 40, 50 e 60, para o sexy, tradicional de grifes como a Versace, e também para a androginia, que cada vez ganha mais adeptas.

Vejam nossas escolhas abaixo, façam suas apostas e preparem-se para o que as próximas temporadas reservam para nós.

Mas antes de se empolgar muito com isso, vamos viver o restinho de verão e o inverno que vem aí?

Beijos e abraços,

Douglas e Gabriela

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s