Direto de Paris

Estou na Europa desde quinta-feira, quando vim para Milão conferir os desfiles de Fall/Winter 2013. Ontem, como o dia de desfiles por lá estava fraco, me de ao direito de vir para Paris e aproveitar um pouco (isso vai virar um post super bacana por aqui).

Hoje começam os desfiles da principal semana de moda do mundo, que ocorre por aqui. O outono/inverno 2013 das mais importantes grifes mundiais serão apresentados.

Entre os acontecimentos dessa temporada está a última participação de Stefano Pilati à frente da Yves Saint Laurent. Essa saída foi polêmica, principalmente por ele fazer um trabalho muito andrógino e ter ignorado o color block, tendência lançada por Yves e retomada por diversas grifes ano passado num inconsciente coletivo, gerado por uma exposição/homenagem feita para o estilista.

Tirando esse, que é o maior bafão do evento, nada de novidades muito grandes, nem a Dior, que todos aguardam ansiosos por um nome, anunciou que assumirá sua linha criativa. Em meio a tudo isso, ainda temos o brasileirissímo Pedro Lourenço, que se apresentará no dia 5. A expectativa é muito boa, afinal, o menino, sim, um menino de 21 anos, é super bem criticado.

Estou ansiosa pelos grandes desfiles, como Balmain e Balenciaga (dia 1º); Dior e Lanvin (dia 2); Givenchy e Hermés (dia 4); Stella McCartney; Chloé e Pedro Lourenço (dia 5); Chanel e Alexander McQueen (dia 6); e Louis Vuitton e Miu Miu (dia 7).

Veja o calendário completo abaixo.

Nos próximos dias eu volto falando dos desfiles que mais curti, principalmente os da lista ali de cima!

Beijos,

Gabriela

Anúncios

Nosso olhar do Oscar

Achamos que o post anterior seria o último do Oscar. Mas nos enganamos. Esquecemos de usar as fotos do nosso instagram nas montagens e resolvemos fazer um post só com essas imagens.

Então, abaixo, vejam a nossa visão da premiação do Oscar que capturamos e comentamos no Instagram, o app mais hypado do momento!

Curtiram?

Beijos e abraços,

Douglas e Gabriela

O melhor do Oscar 2012

Hoje uma amiga me pediu por que o red carpet do Oscar é tão esperado? A resposta é simples. Os vestidos usados pelas atrizes por lá, ditarão a moda festa do ano no mundo todo. Por isso essa data desperta tanto interesse.

E ontem não foi diferente. O red carpet causou frisson em fashionistas e despertou a atenção de muita gente por aí. Na minha opinião, foi uma edção básica, com pouca ousadia e muitos modelos comuns – que nem listamos por aqui.

A cor que mais apareceu foi o branco, trabalhado em diversos tons. Para nós, os maiores destaques foram a Gwineth Paltrow (que dividiu o ranking com a Angelina Jolie) e a Jennifer Lopez, que estava mais sensual. O brilho apareceu bastante (Milla Jojovitch) e alguns metalizados se fizeram presentes.

O preto apareceu em alguns looks. Detalhe para o Valentino da Angelina Jolie, feito em veludo, com uma fenda mega sensual na perna direita. Sandra Bulock foi de Marchesa, branco em cima e negro embaixo, fazendo um jogo como se fossem duas peças.

O dourado não ficou de fora e apareceu em looks totais, como no Lanvin de Meryl Streep, grande vencedora da noite, e em detalhes, como no Alexander McQueen da Jessica Chastain. Os nudes foram apostas de algumas, como Cameron Diaz.

Entre as poucas cores que apareceram, as que mais se destacaram foram o verde e o vermelho.

Na turma do verde, o destaque vai para a Viola Davis, que vestiu um ousado Vera Wango tomara-que-caia. Embora o tom pudesse ser um pouco mais vivo pro tom de pele dela. O Elie Saab de Berenice Bejo, num tom de menta bem fraquinho, também era lindo, com transparência nas mangas e aplicações.

Nos vermelhos, que passavam pelo coral Louis Vuitton da Michelle Williams, o Dior Vintage da Natalie Portman e fechavam com chave de ouro com o Gianbattista Valli da Emma Stone.

Lembra do sereismo? Ele deu as caras. Vários vestidos com calda de sereia.

Nos cabelos: ruivos e franjas. Isso foi o que mais nos chamou atenção. Ah, e aquele estilo meio preso meio solto também apareceu bastante. Os makes eram básicos, tipo uma bonita na noite, sabe?

Bom, de Oscar 2012 é isso que temos a acrescentar. Mais? Só ano que vem!

Beijos e abraços,

Douglas

Deslumbrante no Oscar

Faremos um post todo dedicado ao red carpet do Oscar 2012. Mas precisávamos adiantar o look da senhora Brad Pitt, a deslumbrante Angelina Jolie. Fantástica umas mil vezes.

Ao lado da Gwineth Paltrow e da J. Lo, ela foi uma de nossas preferidas. Logo mais rola o post das nossas escolhas (dos melhores e dos piores) do Oscar.

Linda (de veludo molhado), né?

Beijos e abraços,

Douglas e Gabriela

Trend Detected: peles

*Sons de sirenes e alarmes desesperadamente disparados. Uoooooooooooooooooou!*

Há alguns dias pensamos em escrever sobre peles aqui no blog. Mas, como ainda falta quase um mês pro outono começar, resolvemos adiar. Mas hoje, depois que a Gabi chegou em Milão e o que mais viu foram casacos de peles e pelos, vimos que não dava mais para fugirmos. Ou falávamos deles agora, ou só pegaríamos a tendência estourada.

Lembra do hit do couro no inverno passado? Não que ele tenha sumido, mas tá mais tímido, dando lugar para outras super tendências. A pele é um desses exemplos. Ela apareceu de diversas formas, curta, longa, com volume, em peças inteiras, em detalhes, e por aí vai. Nas ruas, temos a impressão de que veremos um monte, embora tenhamos convicção de que são poucos os estados além do Sul que poderão usar muito.

E na hora de escolher a pele? Nós sempre indicamos as falsas, afinal, não pega bem vestir bicho de verdade hoje em dia, né? E cuidado. Se você já tiver bastante volume na parte de cima do corpo (leia-se muito peito, barriga, ombros largos), é arriscado usar peças inteiras. Opte por detalhes, como golas, mangas e afins.

A Gabi, por sorte, levou dois casacos de pele junto na mala e está desfilando eles por Milão e depois por Paris. Quem sabe você se inspire e faça o mesmo no inverno, né?

Beijos e abraços,

Douglas

We ♥ : Katy Carolla

Um exemplo de superação. É isso que a new face Katy Carolla é para todos. A menina de 18 anos, que surgiu numa periferia no Rio de Janeiro tem uma das histórias mais incríveis a serem contadas da última temporada do Rio e de São Paulo.

Kate Rosa Carolina se tornou Katy Carolla há oito meses, quando, com a ajuda de amigos que fizeram uma vaquinha – cada um dava R$ 10 -, ela foi até uma lan house de sua comunidade para ver o preço de passagens para São Paulo. Como tinha dinheiro o suficiente, ela se jogou.

Para a mãe ela mentiu que se hospedaria em um hotel. Na prática, ela passou a noite na rodoviária, sem comer e com frio. O dinheiro que tinha para a alimentação, ela abriu mão por um agasalho. Com o que sobrou, comprou um punhado de balas.

Depois de uma hora se produzindo dentro do banheiro da rodoviária, se dirigiu para a agência Mega – da qual ela faz parte do casting hoje – e, segundo ela, chegou linda e bela, em cima de um saltão. Para seu azar, e por não conhecer a cidade, demorou a encontrar a rua. Quando finalmente achou, a agência já estava fechada.

Um mês depois, Katy retornou. Seu primeiro trabalho lhe rendeu R$ 100, sem cobertura de alimentação e transporte. Ainda assim, conseguiu mandar um pouco de dinheiro para a mãe.

A vida da modelo no Rio de Janeiro não é fácil. A mãe ganha R$ 600 por mês e ainda precisa pagar o plano de saúde do neto. O pai, divorciado e distante, as vezes ajuda, outras não. A casa da família não tem portas e janelas. O telhado está caindo. Em dias de chuva, “é uma loucura”.

Junto à família Carolla já passou fome. Assim como no começo da carreira, logo que se mudou para São Paulo. Por sorte, as colegas de apartamento a ajudaram a comprar comida e se manter por um tempo.

Nada disso foi empecilho para ela. Bem pelo contrário, ajudar a família é o que lhe dá forças para lutar cada vez mais. As dificuldades lhe deram força e ensinaram a lutar. Hoje pouca coisa a assusta.

Para o futuro, Katy prospecta viajar, principalmente para Nova York, Paris, África do Sul e Londres. Mas seu maior desejo é tirar a família da atual situação. Sua luta sempre será para dar o melhor a eles.

A passista da escola de samba Unidos da Tijuca acredita que o gingado natural das cariocas a ajudou na desenvoltura na passarela. Nem a se equilibrar no salto ela demorou. Tudo flui naturalmente quando ela pisa no palco da moda.

Do começo da carreira, numa ONG de sua comunidade, até ser uma das maiores promessas atuais da moda brasileira, Carolla atravessou um caminho pedregoso e complicado. E é justamente isso que faz com que os ouvintes de sua história de apaixonem imediatamente por essa negra linda e carismática e lhes faça torcer para que o futuro dela seja tão brilhante quanto o de muitas tops ao redor do mundo.

Para encerrar, a frase que fez com que nos rendessemos a ela e passassemos a desejar sempre mais e mais coisas boas para essa “menina de ouro”.

“Quero viajar, desfilar, conhecer todo mundo. Mas, mais do que tudo, quero muito tirar minha família de lá. Estou aqui por causa deles. Se fosse só por mim não sei se teria essa força toda.”

Beijos e abraços,

Douglas e Gabriela

Trend de Moda na TV – II

Dessa vez o programa que foi cobrir o Trend de Moda foi o David Orling, que fez um programa todo direto da Espazzo, entrevistando o pessoal presente. Foi super bacana.

Olha só que ryqueza!

Acho que do primeiro Trend é isso que temos pra mostrar. Agora é só aguardar o segundo, que já está sendo planejado!

Beijos e abraços,

Douglas