Inverno 2012: SPFW, dia 5

Quinto e penúltimo dia de São Paulo Fashion Week. E antes que bata o saudosismo dos seis dias fantásticos que estamos passando na capital paulista, deixamos o recado: os desfiles de hoje foram dignos de show!
Tudo começou com Gloria Coelho, que sempre encanta. Dessa vez, fazendo uma espécie de retrospectiva de várias criações, ela não fez diferente. Nos deixou com vontade de levar metade da coleção pra casa e sair vestindo antes mesmo do inverno chegar.
Então foi a vez de Maria Bonita, que também sempre nos agrada. E dessa vez, não foi diferente. A perfeição em forma de desfiles, tudo casou, tudo foi harmônico: as roupas, a maquiagem, o cabelo, a trilha. Deu vontade de pedir por mais.
Daí foi a vez da Uma, de Raquel Davidowicz retornar às passarelas paulistas e mostrar o amadurecimento que ela buscou durante o tempo em que se ausentou. E foi isso que ela fez. Uma coleção linda, desejável (a mais comercial do dia, mas que merece muitos elogios) e com um casting nobre, com grandes mulheres que são consumidoras da marca, como Deis Stoklos.
Para engrenar na “linha de shows”, João Pimenta apresentou uma coleção absurda para o lado comercial, mas encantadora para o lado conceitual. Roupas masculinas bem pensadas, realmente seguindo o tema proposto e que, na união de todos os fatores do desfile, nos fez viajar para outras épocas. Uma linha inteligente, feita por um ótimo estilista que sabe o que faz.
E para encerrar a noite com chave de ouro, Lino Villaventura apresentou uma coleção cheia de glamour, daquelas que todas as mulheres desejam ter todas as peças. Foi o desfile mais aplaudido, causando frisson até mesmo durante a apresentação, nas peças que mais brilhavam. Mas o brilho não se limitava aos materiais. Lino, com toda a sua maestria de anos de experiência, mostrou roupas que fariam Maria Antonieta ir a pé de casa até a loja para comprar todos.
Enfim, o dia foi muito, muito, muito bom e estamos mega empolgados com o inverno que está por vir. Abaixo, um resuminho sobre cada grife que desfilou hoje!


Inspirada nos neutrinos, nos vulcões e nos anos 30, 50, 60 e 90, Gloria Coelho fez um apanhado de vários conceitos legais que trabalhou até hoje. Tiveram roupas em pétalas de organza, jabôs, jaquetinhas e calças bicolores, mangas pelerine e longos em pastilhas de cetim.
Formas clássicas da estilista apareceram, como calças, jaquetas e saias ajustadas. As últimas, dessa vez foram atualizadas e ganharam formas amplas e rodadas, com pregas soltas.
A cartela de cores tinha preto, branco, nude, vermelho e camelo, além de estampas de vulcões e outra que centralizava linhas de uma teia de aranha no umbigo, essa, um tanto quanto estranha.


Danielle Jensen se inspirou em dias do Norte, com as motivações diversas e roteiros variados por entre os rios-ruas que riem das pessoas ao se modificar a cada enchente. Ela pediu licença aos boiadeiros, castanheiros, índios, seringueiros e marisqueiros para conhecer seus saberes e fazeres e criar o inverno da Maria Bonita.
O uso de materiais foi interessante, passando pelos básicos, como tricô e paetês, até os mais ousados, como látex (tem coisa mais Manaus do que o látex?) e canutilhos de metal. Mas na coleção, nem o simples foi simplório. A lã usada era escovada várias vezes, até chegar ao resultado final. Uma riqueza enorme.
O resultado leve contou com uma cartela de cores composta por castanhos, verdes, rosas e amarelos e formas confortáveis e elegantes. Destaque também para as tiras presentes na parte final do desfile, que formavam um efeito “oca”, que eram feitas com paetês recortados.


A Uma, comandada pela estilista Raquel Davidowicz, mostrou um esporte minimalista na passarela e explorou muitas formas andróginas, ora fluidas, ora estruturadas, alem de muitos comprimentos longos e algumas fendas.
Nos materiais, o uso de tecnologias era visível, como a sarja de algodão com elastano, o tricô devorado, o mix de algodões, além dos básicos, como lã, seda e viscose. Na cartela de cores, os clássicos: preto, marrom, cinza e tons de azul.
Com certeza essa é uma coleção que pode, sem dificuldade nenhuma, sair da passarela e ir direto para a loja.


O steampunk, subgênero da ficção científica cujas obras são ambientadas em um passado que possui tecnologia do futuro; os “plague doctors”, médicos da época da praga que usavam máscaras com bicos, onde colocavam ervas aromáticas para disfarçar o cheiro dos doentes; e a ideia de que “todo príncipe tem seu monstro”, inspiraram João Pimenta para criar a única coleção dedicada apenas aos homens do dia.
Nos materiais, destaque para o uso de tecidos “sustentáveis”, tramados em teares manuais, com mistura de até seis fios, além de lãs comuns e frias, couro e tricolines. Os materiais ricos foram destaque na coleção que, ousada, não poderá ser vendida por inteiro, mas esses materiais se farão presentes nos pontos comerciais do estilista.
A alfaiataria clássica ganha novos ares com acabamentos arredondados e comprimentos variados. Na cartela de cores, contraste de escuros, como o marinho, o marrom, vinho, musgo e preto.

Lino Villaventura buscou nas imagens sombrias do pintor Francis Bacon a inspiração para a sua coleção de inverno. Na passarela, isso foi traduzido em tons escuros e formas que começavam mais contidas e no fim ganhavam mega volumes, construídos com anáguas enormes.
Nos materiais, o uso de muita seda, em forma de tafetá, organza, gaze e Jersey, além dela na forma natural e crepe de Chine, jacquard e linho. Destaque para as pregas palito (dobras pequenas, na espessura de palitos de dente), feitas artesanalmente pela equipe do estilista e dos bordados feitos à mão, que demonstravam a preocupação dele com o resultado final apresentado ao público.

Por hoje é isso. Amanhã voltamos com o último e derradeiro dia de São Paulo Fashion Week. Não queremos que acabe. #ComoFaz?

Beijos e abraços,

Douglas e Gabriela

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s