Guia fácil para não errar em eventos

Hoje uma cliente me ligou desesperada. “Douglas, tenho um evento para ir e não sei o que vestir!” Perguntei se o convite não especificava nada e ela disse que não. Disse para ela ir arrumada, para não parecer desleixada, mas nem tanto, para não parecer perua demais. Isso é um jogo de equilíbrio bacana que pode ser feito quando o anfitrião não diz com que tipo de roupa espera que seus convidados estejam. Assim, tanto em uma festa elegante quanto em uma mais simples, a pessoa estará elegante.

O desespero da minha cliente me fez criar o post de hoje. Retomei o livro Chic[érrimo] da Gloria Kalil para tirar algumas dúvidas de como receber e como ser recebido.

Na abertura do capítulo sobre festas, Gloria diz que o trabalho para organizar uma festa é tanto, que o mínimo que o convidado pode fazer é levar flores e ir elegante. Concordo plenamente com isso.

Depois, Gloria comenta que é importante noção dos dois lados. Por parte do convidado, na hora que ouve “É uma ocasião bem informal”, que não pode sair de casa de moletom e calça jeans – segundo ela, só por ir à casa de alguém devemos ter um pouco mais de formalidade.

Já quem recebe, deve especificar bem quando quer realizar um evento mais elegante. Não custa nada escrever no convite que quer os homens de terno e gravata e as mulheres de vestidos com brilho.

Como ela disse, ninguém gosta de ser pego de surpresa. Nem quem convida, nem quem é convidado.

Outra coisa citada pela consultora é a necessidade de antecipar o convite. Uma semana é o mínimo. Também é importante dizer se vai ser um jantar informal, entre alguns amigos, ou um evento maior. Não pega bem apenas dizer “Passa lá em casa amanhã”, pois deixa o convidado confuso.

Não é legal encontrar alguém que você não vê faz tempo e convidar para um evento de última hora. Parece que você só lembrou da existência dela porque cruzou com ela no meio do caminho. O que não vale também é ficar fazendo chantagem emocional com o convidado. Se ele não pode comparecer, aceite numa boa, essa não será a última oportunidade de convidar essa pessoa que você terá.

E se você foi convidado pra qualquer evento, sempre responda ao convite. Às vezes a sua presença pode mexer com toda a dinâmica da festa e se você simplesmente faltar, frustrará o anfitrião. E quem deseja levar mais uma pessoa – às vezes não consta o casal no convite – é recomendado consultar o dono da festa sobre essa possibilidade.

Ao contrário do que se pensa, não é feio recusar um convite. Quando ele for feito de última hora, é mais fácil de dizer não. Quando for feito há mais tempo, fica mais chique mandar flores ou um presentinho ao anfitrião na data, para demonstrar que se você não está lá é porque realmente não pode e não porque não quer.Esse tema é super útil pra essa época do ano, quando começam a chover convites para formaturas e festas de fim de ano, né?

Beijos e abraços,

Douglas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s