Limite do exagero

A gente até curte um exagero. Embora durante muito tempo isso tenha sido sinônimo de cafonice, hoje é moda. No entanto, tudo tem seu limite.

Ontem, andando na rua ví o sapato da foto acima numa vitrina (é um Schutz) e me obriguei a parar e fotografar. Ele é um bom exemplo da falta de equilíbrio na hora de exagerar.

Olha só quanta tendência junto: salto anabela, corda, oncinha, vermelho e tachas. Tipo, tudoaomesmotempoagora.

Na hora de misturar tendências, o ideal é impôr um limite, tipo, duas. Assim, o resultado fica mais bacana, com cara de moderno e nada over. E como tudo nessa vida, é bom que uma tendência converse com a outra, pertencendo a mesma família. O que, convenhamos, não é o caso da corda + onça.

Pense se o designer do sapato tivesse separado as duas tendências. Ou usado só a corda + uma cor única + as tachinhas, ou então, a onça + o vermelho, talvez até as tachas. Tudo ficaria mais equilibrado.

Pra quem amou esse sapato e quer ter um a qualquer custo, o ideal é combinar com looks neutros, tipo o branco total, porque daí toda a atenção vai para os pés e nada briga.

Vamos praticar o equilíbrio?

Beijos e abraços,

Douglas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s