Fashion Rio Verão 2012 – Dia 3

O terceiro dia de desfiles do Fashion Rio Verão 2012 teve uma grife estreiante, o primeiro desfile exclusivamente masculino da temporada, tombo na passarela e o desfile de Lea T, um dos mais esperados da semana de moda carioca.

Passaram pela passarela a Ágatha, R. Groove, Coven e Blue Man.

Ágatha

A Ágatha existe desde 1990, mas esta foi a primeira vez que desfilou no calendário oficial da moda brasileira. A grife já é conhecida dos cariocas por ter várias lojas espalhadas por shoppings. E sua estreia não foi feia. Houve a preocução com um bom casting de modelos e um ótimo styling, garantindo cara de passarela às roupas da marca comercial.

O píton branco (píton de novo!) foi misturado com georgette, estampas brancas sobre um fundo em seda misturadas a algodões, além de peças com texturas de acabamentos em gesso e barro junto a lisos, que criaram contrastes muito interessantes na passarela.

Os shorts eram amplos e arredondados na barra, as regatas tinham dobradiras, os volumes apareceram fortes nos vestidos e topos. O branco foi a cor predominante do desfile, mas veio acompanhado de argila, barro e verde forte.

R. Groove

A primeira grife masculina a se apresentar nesta temporada de moda nacional apresentou um verão mais sóbrio, porém, com tons cítricos que pontuaram o branco e preto. O color block fez companhia aos jogos de proporções. No styling, muitas sobreposições.

Foram apresentados paletós sequinhos, calças e camisas leves e semitransparentes, parkas de gola solta (talvez um pouco largas demais), bermudas largas e tricôs curtos com mangas 3/4.

Destaque para as cores que fizeram os interessantes contrastes dos blocos de cores, principalmente entre as bermudas surf e os paletós. Com certeza o verão 2012 da R.Groove teve sua pitada de Pradismo para os homens.

Coven

Quem conhece a Coven sabe que ela é uma marca mineira de tricôs. E o verão desta marca ‘turista’ na semana de moda carioca também não fez feio. As listras apresentadas incansávelmente nesta temporada ganharam a estampa de gatos para dar um tom a mais nas peças. Para acompanhá-la, texturas contrastantes como malhas em lurex ou bordados.

Os bordados, aliás, vieram com pastilhas, miçangas, paetês e metais. Aplicados em tops de vestidos e conjuntos inteiros de saias, vieram em variados modelos de malhas.

As franjas foram outra aposta forte da Coven. Elas apareceram pretas e também coloridas, aplicadas sobre as peças de tricô de formas ajustadas e com decotes nas costas.

A saia longa apareceu com rosas extra grandes e maesclas de fios lurex, que garantiram elegância e sofisticação, fugindo do temido ar hippye dessa peça.

Blue Man

Sem sombra de dúvidas a apresentação da Blue Man foi uma das mais aguardadas do dia, senão de todo Fashion Rio. Marcada não só pela presença da super model transsexual Lea T, mas também pelo retorno da grife ao line-up, após a morte de David Azulay, criador da marca.

Em termos de moda, o que foi apresentado foi um show de estampas. Nenhuma peça era completamente lisa, tanto para eles quanto para elas. As peças vieram em formas desconstruídas e pouco convencionais. Tiras envolvem a cintura, se desdobram nas costas e formam uma espécie de suspensório na frente, formando o famoso maiô engana-mamãe.

A rica estamparia recebeu o apoio de bordados. Ambos com cores, listras e referências a araras e a mata atlântica, como forma de homenagem ao Brasil. Para eles, sunga-short (maior orgulho de David) e bermudões clássicos praianos na medida certa.

Texto: Douglas Petry

Vídeos: youtube.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s