Você sabia? O homossexualismo só deixou de ser considerado doença há 21 anos

Cena do filme nacional "Do Começo ao Fim"

Em 17 de maio de 1990 a Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou da lista internacional de doenças o homossexualismo.

Durante muito tempo, desde 1886, quando Richard Von Krafft-Ebing listou o homossexualismo como uma doença causada por uma ‘inversão congênita’ adquirida no nascimento ou desenvolvida pela pessoa no decorrer do tempo. Já em 1952 , a Associação Americana de Psiquiatria publicou que a homossexualidade era uma desordem.

Com a falta de comprovação, em 1973, a Associação Americana de Psiquiatria retirou a homossexualidade da lista de doenças mentais sendo seguida, em 1975, pela Associação Americana de Psicologia.

Porém, em 1977, a OMS incluiu a homossexualidade na classificação internacional de doenças  (CIC) como uma doença mental. Apenas em 1990 que o homossexualismo foi retirado da lista.

Porém, como cada país trata a questão de acordo com sua cultura, a resolução variou ao redor do mundo. O Brasil deixou de considerar o homossexualismo uma doença em 1985, antes mesmo da OMS. Já o Japão, fez isso apenas no ano de 2001.

No entanto, alguns países ainda consideram a homossexualidade uma doença e, até mesmo, um crime. Em países como Malásia, Angola, Somália e Arábia Saudita, o homossexualismo pode resultar até em pena de morte.

Texto: Douglas Petry

Foto: Reprodução

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s