Fashion Rio Verão 2012 – Dia 1

Ontem, dia 30, iniciou o Fashion Rio. Para quem ainda não sabe, um dos eventos de moda mais importantes do Brasil.

No primeiro dia, cinco grifes se apresentaram nas passarelas montadas no Pier Mauá. Alessa, Acquastudio, Melk-Z Da, Patachou e 2nd Floor desfilaram suas propostas para o verão 2012.

Veja abaixo o que cada grife apresentou.

Alessa

O desfile apresentado pela Alessa no Fashion Rio foi totalmente diferente do que no Minas Trend Preview. Inspirado nos cristais de murano, que renderam estampas abstratas nos sempre presentes caftãs esvoaçantes,ora em seda com estampa digital com aplicações de canutilhos, ora cobertos por paetês. A cartela de cores também foi inspirada pelos cristais. Ela foi do azul aguado ao ocre.

Os vestidos tinham um ar setentista, com cintura marcada, ombro só, comprimentos midi ou longos, com brilhos, muitos brilhos. Estes aparecem em forma de paetês, metalizados e devorês em azul-preto-roxo.

Acquastudio

A estilista da Acquastudio, Esther Bauman se inspirou na estética decó para a coleção de verão da grife.

Os vestidos de noite – especialidade da Acquastudio – apareceram, algumas vezes, com um pouco de rigidez estrutural da arquitetura. Os tecidos eram construídos e bonitos, os longos eram bordados. Destaque para a bolsinha de madeira escura com pingente de seda.

Alguns críticos disseram que a coleção apresentada era ótima para o palco, mas péssima para ser usada por mulheres reais.

Melk-Z Da

Todas as peças apresentadas por Melk em seu inverno tiveram a cor branca. As estampas eram poucas e, quando apareciam, não eram o tema principal do look. Para dar cor ao desfile, o estilista usou de plásticos verdes e vermelhos em formato de gotas.

Texturas e aplicações de trabalhos em nervura com desenhos de folhas de árvores fora a maneira encontrada pelo estilista para fugir das estampas tradicionais. Os tecidos são leves, como algodão, organza e voil, o corte é folgado, principalmente em shorts e vestidos e a exposição de uma parte do corpo, seja colo, costas, pernas, lateral da barriga, dão mais frescor ao verão de Melk.

Nos pés, uma sandália rasteira branca permeou o desfile todo.

Patachou

Estampas! Este foi a palavra de ordem no desfile da Patachou. Uma mulher clássica que sobrepõe duas estampas completamente diferentes, expressivas e nada complementares é o que foi apresentado.

Sem decotes, com comprimentos comportados e peças largas, o visual aparece despreocupado em exibir o corpo. Prova disso são as camisas de botão e os bermudões, que dão um toque masculino ao look e mostram uma mulher chique e clássica.

Tons escuros em algodão estruturado, como o azul royal e o preto, eram contrapostos com a leveza do cetim. A manga comprida apareceu em diversos momentos. Macacões e vestidos pareciam ter sido feitos com lenços e a saia lápis apareceu combinada com camisões e blusas mais justas, na altura da coxa.

2nd Floor

Com um desfile “ready to wear”, a 2nd Floor trouxe para a passarela roupas muito semelhantes para elas e para eles. Color jeans ou o material tão desbotado que se aproximava do branco, aparecera.

Estampas florais predominaram em cores como o rosa, azul e amarelo fortes e vibrantes. Camisas de tela em cores variadas apareceram para ambos os sexos, muitas vezes sem a segunda pele.

Os vestidos apareceram em linha “A” e as saias com corte evasê. Muitas peças plissadas para elas, desde saias, blusas, vestidos, até casacos e calças de tecido mais leve. Os anos 90 apareceram na camisaria típica da época.

As calças, tanto para eles quanto para elas, apareceram muito justas, mas não chegando a setem skinny. Como o público alvo da 2nd Floor tem 20 anos, os tênis esportivos completaram o visual despojado e desencanado característico da marca.

Textos: Douglas Petry

Vídeos: youtube.com

Revelações de uma transsexual

Lea T, a transsexual brasileira mais famosa mundo a fora, que trabalha como modelo e começou sua carreira estrelando uma campanha da Givenchy, irá desfilar amanhã no Fashion Rio para a grife de beach wear Blue Man.

Mas nem tudo é glamour nesse caso. Lea confessou para a revista Serafina da Folha de São Paulo que o desfile a está apavorando mais do que sentar no sofá da Oprah, para quem a modelo já deu entrevista uma vez.

Pela segunda vez desfilando no Brasil, Lea diz que colocou 300 ml de silicone para segurar os biquinis pequenos. Segundo ela, seu medo não é em esconder os órgãos sexuais. “Isso é fácil, aprendi truques com as trans mais antigas que dão super certo”, diz.

Lea contou na entrevista sobre como se descobriu transsexual. Segundo ela, quem fez com que ela enxergasse quem realmente era foi Ricardo Tisci (o mesmo que lhe deu a primeira oportunidade de modelar). Depois disso, ela foi atrás de psicólogos e psiquiatras para entender o que estava acontecendo. “Um dia decidi contar para a minha família. Falei: Eu sou transsexual . Não é uma tara, nem uma fase”, fala ela sobre a revelação para a família.

Quer saber um pouco mais sobre a Lea? Dá uma olhada nos vídeos abaixo, onde ela deu entrevistas para o Fantástico e o GNT Fashion.

Texto: Douglas Petry

Foto e vídeos: repordução e youtube

Decotadas

A modelo Bar Rafaeli e a cantora Rihanna apostaram no decotão em passeios descontraídos. Enquanto a primeira foi a um jogo de tênis, a segunda foi fazer um passeio por Nova York.

Enquanto alguns veículos brasileiros falam que ambas mostraram demais, nós discordamos. Sabe por que? Primeiro, olha as fotos…

Primeiro, nenhuma das duas está mostrando mais do que devia. Bar usava um sutiã que, por acaso, apareceu. Mas desde quando isso é crime? Até bem pouco tempo atrás diziam ser o último grito da moda, lembram?

E o look da Rihanna, dá pra ver claramente que foi pensado em cada detalhe. Ela tem disso. A mulher é uma fashionista assumida e não liga de ousar de vez em quando. Aliás, ela faz isso bastante.

No caso da Bar, qualquer mulher pode usar algo semelhante. Só não façam sem um sutiã lindo e maravilhoso. Já no caso da Rihanna, lembrem que ela é uma cantora e, com certeza, contou com uma baita assessoria por trás do look. Por isso, você que não é famosa, tem que cuidar na combinação decotão + no underwear, viu?

Abraços,

Douglas Petry

Closet: dicas para deixá-lo organizado

Não há, entre os fashionistas, uma pessoa que não sonhe em ter um closet, bonito e bem organizado. Se você é um de nós, sabe do que eu estou falando.

Pensando nisso, vou dar algumas dicas para quem quer montar o closet ideal.

Primeiro, seu closet deve ser claro e ter muitos espelhos. Isso dará uma sensação de um espaço maior. A iluminação deve colaborar para que você ache tudo o mais rápido possível.

Cada coisa em seu lugar

Tenha em vista que o closet deve comportar e organizar tudo o que você quer guardar. Portanto, aproveite cada espaço, mas sem exagerar. Não deixe tudo atulhado.

Pense numa lógica na hora de organizar. Uma baguncinha pode se tornar um caos no futuro.

Para começar a organizar as peças, veja o que você usa e o que não usa. Siga o exemplo do filme da série “Sex and the City”, quando a Carrie chama as amigas para decidir quais das roupas que juntou ao longo de 20 anos vai levar para sua nova casa. Essa atividade pode se tornar muito divertida. O que você não usa mais, mande para um brechó, doe, mas não deixe parado num canto. Outras pessoas podem fazer um bom uso daquilo que um dia já lhe foi útil.

Na hora de pendurar as coisas nas araras, você pode separar por tipo de peças. Por exemplo calças, blusas, casacos, vestidos… E dentro disso, separe por tons. Aqui a preocupação não é tanto a estética, afinal, é seu closet e não uma arara de loja. Outra boa opção é separar por opções de look. Essa dá bem mais trabalho. Para fazê-la, escolha uma peça e junte a ela todas as outras que podem formar um conjunto bacana.

Caso alguém ainda tenha uma dúvida, ou queira dar alguma sugestão, é só deixar nos comentários.

Abraços,

Douglas Petry

Os Muppets estrelam novo filme em 2011

Se um artista fica mais de 10 anos fora de cena, muita gente dirá que ele caiu no ostracismo e um possível retorno é impossível. Mas, com certeza, esse não é o caso dos Muppets, figuras super pops dos anos 80 e 90.

Em 2011, o grupo, que já feznove filmes para o cinema, retorna ao lado de Amy Adams e Jason Segel,em uma trama onde pretendem salvar um estúdio da destruição.

Além dos atores, as cantoras Selena Gomes e Katy Perry marcarão presença na película. A estreia acontecerá em novembro, nos EUA.

Veja abaixo o trailer do novo filme e o clipe que fizeram com Kylie Minogue.

Texto: Douglas Petry

Foto e vídeos: reprodução