Fashion Rio – Primavera Verão 2010/2011 – Dia 1

Até o dia primeiro de junho, 34 grifes nacionais vão desfilar as tendências da primavera/verão no Cais do Porto do Rio de Janeiro. A Blue Man, que volta ao calendário de moda, é a exceção, apresentando sua coleção no Teatro Gláucio Gil, em Copacabana.

As grifes British Colony, Oestudio e Isabela Capeto retornam ao Rio de Janeiro, já a paulista Triya faz sua estréia na temporada carioca.

Com diferentes inspirações as grifes vão passear por temas como catástrofes naturais, caso da Mara Mac, passando por responsabilidade social, a exemplo de Walter Rodrigues, e chegando ao céu, como o Cantão.

As modelos Ana Claudia Michels, Raica e Theodora Richards, filha do ‘Rolling Stone’ Keith Richards, marcarão presença nas passarelas.

Shows da banda canadense Dragonette e do Quinho chamarão atenção aos desfiles da Aüslander e da Totem.

A jornalista e ex-modelo Fernanda Lima vai estrear como modelo no Cantão.

Para marcar os 100 anos do Cais do Porto, local do evento, exposições fotográficas acontecerão.

Walter Rodrigues

Com um Casting formado apenas de modelos negras, Walter Rodrigues levou uma África Chique para a passarela, passando, por exemplo, por roupas estilo Safari. Com formas simples e retas, cumprimentos curtos em saias, vestidos, até com modelagem de t-shirt, e calças, cores neutras, como marrons, areia e marinho, o estilista fugiiu de tons vibrantes, característica do local de inspiração.
Estamparia composta por xadrez, flores, camuflados, listras verticais, horizontais e diagonais, numa composição remetendo às pinturas corporais, contrastaram com modelos lisos, que muitas vezes foram usados em composições bicolores. Shorts conjuntos com blazeres, vestidos chemises, tubinhos e “tipo A” eram feitos de crepe, seda, algodão, malha fluída e, até mesmo, brocados sobre palha.
Os acessórios eram chapéus de “palha pet”, feitos com material reciclado, carteiras coloridas, sapatos com solado de madeira e couro píton, e colares e pulseiras de contas coloridas. Em parceria com uma cooperativa de Pernambuco, Walter também compôs peças com fuxicos.

Nica Kessler

Inspirada em Miami Beach e Art DecôNica apresentou em sua passarela vestidos supercurtos, saias de cintura alta, justos, tops e vestidos tomara-que-caia e ombro só, assim como os maiôs, além de macaquinhos e macacões.
A Arte Decô aparece em estampas gráficas. Azul e listras em branco e marinho remetem ao náutico, algumas vezes sendo usados no patchwork com tecidos lisos. As transparências apareceram em detalhes, como mangas e babados. Detalhes como babados enriqueciam as peças e vestidos com recortes nas costas chamavam a atenção.
A tabela de cores era composta de vermelho, amarelo,laranja, rosa Pink, turquesa, verde água e off-White. Destaque para o esmalte azul-esverdeado usado pelas modelos, o “Acqua”, que foi criado pela própria estilista, com inspiração no céu e no mar carioca.

Mara Mac

A destruição da natureza pelas catástrofes e a reconstrução inspiraram a primavera/verão da Mara Mac. O desfile foi dividido em duas partes, marcados pela queda de cubos que estavam suspensos na passarela.
Na primeira parte sobreposições em preto e branco com peças polidas em vestidos assimétricos e fluidos e na segunda, tons de palha, verde e vermelho nas barras, num tingi mento que lembrava “queimados”.
Vestidos de modelagem geométrica ganharam recortes vazados, que permearam toda a coleção. Macacões sem cintura marcada, com cavas esportivas e que se afinam na parte de baixo, conjuntos de blazeres com shorts ou calças com modelagem de alfaiataria e vestidos de linha reta e cavas pronunciadas, marcas registradas da estilista, também apareceram, além de saias-lápis e pantalonas transpassadas de barras coloridas.
Transparências apareceram nas barras de bermudas e calças, dando a ótica de terem comprimentos menores e também, algumas vezes, cobrindo os recortes.

Salinas

Biquinis cheios de detalhes, franzidos e amarrações representaram o encontro das praias da Bahia e de Cuba, inspiração da grife Salinas para o verão 2011.
As calcinhas vieram com modelagem ampla, algumas de cintura alta, as alças mais largas, com amarrações que podem ser customizadas por quem as usa e os maiôs de modelagem sarongue, tomara que caia, engana mamãe ou com cavas esportivas.
O preto se juntou ao branco, amarelo ou vermelho e se misturou com estampas bem coloridas, flores, abacaxis, bananas e paisagens tipo “cartão postal”. As listras estiveram presentes na cintura ou nas alças, além dos paetês coloridos e calcinhas franzidas nas laterais, que criaram detalhes interessantes.

R. Groove

A primeira grife masculina a desfilar na edição de verão do Fashion Rio apresentou muitas cores e flores. A tabela tinha branco, nude, cinza, azul marinho, até rosas.
Estampas florais apareceram em bermudas e detalhes tipo patchwork em blazeres e blusas. O patchwork, aliás, esteve presente em boa parte da coleção. Apareceu também em composições de lisos, modelos bicolores ou tricolores de bermudas e shorts. Ainda na estamparia, figuras de “smiles” e de folhas de maconha apareceram em muitas peças.
A alfaiataria contrastou com peças esportivas com cadarços e calças de cintura alta ou jeans. Os tops justos e blazeres desconstruídos marcaram e destacaram a silhueta.

Acquastudio

Os vestidos curtos, justos e corpetes de renda usados com calça foram a base para o “estudo de volumes” apresentado pela estilista Esther Bauman.
As formas elípticas foram sobrepostas sobre os volumes, assim como camadas de tecido em forma de dobraduras, rolos e escamas.
A tabela de cores vai do branco e off-White aos tons cítricos de amarelo, coral e Pink.
A sandália de verniz vanilla com salto grosso e plataforma de acrílico, desfilada pelas modelos, foi desenvolvida em parceria com Fernando Pires.

Texto: Douglas Petry

Fotos: reprodução

Vídeos: globo.com

Queridinho da moda: David Beckham

Ele é marido de uma das famosas mais fashionistas da atualidade. É um exemplo de bem vestir, muitos homens seguem seu estilo. David Beckham já se tornou referência na moda masculina. Além de já ter estrelado muitos editoriais, alguns até ao lado da esposa, foi o corpo das campanhas da Armani Underwear por muito tempo.

O estilo de David é difícil de ser definido. Ele mistura vários em um só. Básico, fashion, despojado, elegante, confortável, moderno, todas essas são possíveis definições para o jogador, que a cada look mostra estar super antenado com o mundo da moda.

No quesito elegância, David usa ternos acinturados, que destacam seu corpo de jogador, em boa forma. Mas, seguindo seu instinto fashionista, muitas vezes aposta no paletó em looks mais informais.

Falando em informalidade, Beck é fã e adepto das confortáveis camisetas. Usa de todos os estilos, com todo tipo de gola, modelagem e manga. Até com camiseta de banda de rock já foi visto desfilando pela rua.

No quesito conforto, seus jeans expressam isso. Os modelos mais usados por ele são ou slim, contornando a perna, ou os mais largos, que lhe dão liberdade no movimento.

Para complementar seus looks básicos, Beckham tem alguns elementos chave. Os lenços ou mantas usados por ele demonstram estilo e informação de moda. As jaquetas para os dias frios, vão do jeans ao couro.

Sofisticado, David usa muita sobreposição, o que lhe dá modernidade. Para compô-las, ele usa as camisas. Seja sobre a camiseta,sob o cardigã ou o colete, ele demonstra que é antenado no mundo fashion.E para complementar qualquer look, o marido de Victoria Beckham usa muitos acessórios. Correntes, pulseiras, relógios, fazem parte deles. Mas o maior destaque fica para os óculos de sol, que quase sempre aparecem quando o jogador vai para a rua, e os bonés e gorros, que seguidamente são usados por ele

Texto: Douglas Petry

Fotos: reprodução

Arte: Douglas Petry

Skinny para homens com H

A pegada rock das roupas do inverno 2010, popularizou essa calça que tem a boca estreita, é tão justa quanto as leggings e complicada de vestir. As calças skinny estão aí e sendo adotadas por cada vez mais homens.

A regra para usar é mais ou menos a mesma do modelo feminino. É ideal para homens altos, magros e que não tenham coxas e panturrilhas grossas. Para os que tem bumbum avantajado, o modelo achata e para os que não tem muito, ela também ajuda a disfarçar.

Mas, como toda tendência que se torna popular, ela será usada por homens que não tem o biótipo ideal. Para esses, o melhor a se fazer é disfarçar. Os baixos devem usar um modelo de pouco contraste com a parte de cima da roupa, o que vai alongar sua silhueta. Os que não forem magros, usar modelos escuros e evitar a lavagem na horizontal e na região das coxas, pois isso deixa as pernas mais grossas.

O calçado certo para usar com a calça skinny tem o modelo mais junto ao pé, como os All Stars, por exemplo, ou um sapato mais alinhado, caso o look seja mais social. Tênis de skatista, num shape mais largo devem ser evitados. As pernas ficam finas usando o modelo e fica desproporcional, caso os pés estejam “gordos”.

Ainda há preconceito com a calça skinny. Muitos a ligam com homossexualismo, porém, os jovens estão cada vez mais adotando o modelo e quebrando este tabu.

Texto: Douglas Petry

Fotos: reprodução

Arte: Douglas Petry

Dicas que todo homem deve saber

Existem coisas na vida que todo homem deve saber e na moda não é diferente. Algumas dicas se fazem necessárias na hora de compor um look ou fazer compras. São coringas que a pessoa deve ter em sua cabeça para fazer apenas bons investimentos.

Por exemplo, o terno. Para alguns ele é indispensável, para outros, ele é desnecessário. Mas, gostando ou não, todo homem deve ter um.
Para os magros, o ideal são os acinturados, que desenham o corpo e mostram que ele está em forma. Os modelos franceses e italianos têm esse corte, que é o ideal.

Para os mais gordinhos, retos e escuros são melhores. Eles destacam pouco a forma e alongam a silhueta. Os americanos trabalham muito bem esse tipo.

Blazers também são básicos para os homens. Dependendo da ocasião, podem até fazer o papel do terno. Por serem sofisticadores instantâneos de look, são um truco.
Eles podem ser usados com camiseta, pólo ou camisa social.
Quem tiver apenas um modelo, deve optar pelos escuros, que podem ser usados em qualquer ocasião.
Nos pés, durante o dia use sapatênis, à noite, sapato de couro. Mas nunca com um tênis modelo esportivo.

Os baixinhos, que se incomodam com isso, podem encontrar sua solução na roupa certa.
Por exemplo, uma jaqueta de modelagem quadrada e curta vai deixar as pernas aparecendo em toda sua extensão e alongar a silhueta. Usar o sapato com pouco contraste da calça também ajuda a aumentar a altura. Quem for alto, não deve nem pensar nessa possibilidade, pois só vai dar a impressão de que é mais alto do que já é.

Os que tem uma barriguinha pronunciada podem fazer um truque muito simples. Use a camisa vermelha ou azul turquesa sob uma jaqueta preta. Isso dá a impressão de que o centro vertical do look é mais longilíneo.

Anote essas dicas, imprima ou memorize. Mais cedo ou mais tarde, você, com certeza, vai usá-las.

Texto: Douglas Petry

Fotos: reprodução

Depilação masculina se torna comum

Há algum tempo atrás apenas atletas se depilavam. Para nadadores, fisiculturistas e jogadores de futebol, a técnica ajudava o rendimento. Mas, atualmente, muitos homens que não são do meio, adotaram a eliminação dos pêlos.

Seja com cera, laser ou usando a máquina de cabelos, muitos homens aderiram a prática. Os mais velhos costumam depilar as orelhas. Entre os mais jovens, é comum fazer no peito e nas costas, principalmente os que malham e querem deixar os músculos aparentemente mais definidos e exibi-los.

Alguns depilam a barba, pois, usando a lâmina, desenvolvem alergia ou a pele fica irritada. Porém, a maioria dos que eliminam os pêlos do rosto, evitam usar a técnica a laser por medo de que eles não voltem mais.

A lâmina, aliás, não é indicada pela maioria para depilar o corpo. Segundo eles, o ideal é usar a máquina de cabelos, pois ela apara e não deixa pinicando.

Eles ainda afirmam que as mulheres estão gostando da idéia. A maioria ressalta a higiene que a depilação dá. Outros ainda completam dizendo que as namoradas e esposas até ajudam eles.

Técnicas modernas de depilação

A indústria da beleza se renova com freqüência. Prova disso são as novas técnicas de depilação que surgem freqüentemente. Veja abaixo duas delas.

  • Light Sheer: é um laser com tecnologia de ponta que, dizem, promove uma depilação definitiva. Não é recomendado para as sobrancelhas. Ideal para quem quer se livrar de vez dos pêlos do peito e das costas.
  • Lycon: é uma marca australiana de cera que promete eliminar pêlos a partir de 1 milímetro. Bom para que se depila com freqüência e não gosta de deixar eles crescerem para renovar.

Texto: Douglas Petry

Fotos: reprodução

Playlist DCfashion, dia 12/05

Bloco 1 / Abertura

  • Breakaway – Basement Jaxx

Bloco 2

  • I’m Not Gonna Teach Your Boyfrien How To Dance With You – Black Kids
  • My – Lykke Li
  • Lollipop – Mika
  • How Come – Ray Lamontagne
  • Sugar Mama – Bitter Sweet

Bloco 3

  • George’s Helper – Pete Murray
  • The Dandy Cowboys – Soko
  • Faiytale – Sara Bareilles
  • Mon Amour – Shakira
  • King of the Night – Copacabana Club

Olivia Bee, o fenômeno da fotografia

Com 15 anos, Olivia Grace Bolles, ou apenas Olivia Bee, já tem fotos publicadas em revistas como a Seventeen, Frankie e American Photo e é considerada um novo fenômeno da fotografia.

O sucesso da menina é tanto que suas fotos agradam grandes empresas, como a Converse, que patrocina um projeto, em parceria com a revista Dazed ans Confused, que aposta em Olivia.

Olivia descobriu seu talento com as lentes em uma matéria extra-curricular da escola. Desde o momento em que começou a fotografar, se apaixonou pela arte. Segundo ela, “Percebi que podia documentar meus sentimentos e as coisas que acontecem em minha volta através da lente.”. A jovem fotógrafa ainda afirma que é ruim com as palavras, então, para falar, usa as imagens.

As fotos que, segundo a crítica, são “um lindo diário”, não contam com modelos profissionais. Olivia usa seus amigos tanto em editoriais de moda, quanto em fotos comuns, brincando.

Veja abaixo o trabalho de Olivia, que é admiradora do famoso Ryan McGinley.

Texto: Douglas Petry

Fotos: reprodução